Como Combater e Apagar as Manchas do rosto

postado por Milene Penante

Imagine acordar e ver no rosto uma mancha marrom! Nem clara, nem escura; nem muito grande, nem muito pequena, mas suficiente para causar aflição e a sensação de que nada será como antes. Geralmente, as manchas são melasma, melanose ou fitofotomelanose. Nomes difíceis, de tratamento delicado e que exige tempo e força de vontade – tudo causado pelo sol e respingos de limão ou restos de produtos deixados sobre a pele que trazem queimaduras.

A prevenção da mancha, nossa velha conhecida, é usar protetor solar com FPS 30, no mínimo. Porém, uma vez o mal instalado, novidades vêm sendo desenvolvidas e empregadas com bastante sucesso.

De uso tópico, a hidroquinona é bem tolerada, podendo alcançar bons resultados, devendo ser administrada por um dermatologista. O laboratório francês LED desenvolveu toda uma linha de produtos despigmentantes com este princípio ativo associado ao ácido ascórbico: Trio A, D e S , o último é protetor solar clareador com FPS 50. Pode ser interessante como primeiro passo, antes de passar para algo mais radical como os ácidos, propriamente ditos. O ALA (ácido aminolevulínico) é usado na terapia fotodinâmica, tratamento um pouco demorado e dolorido, e o peeling com ácido, onde é usada a pasta de ATA (ácido tricloroacético).


Porém, novos ativos estão surgindo e já vêm chamando atenção de especialistas, como a oxazolina e o sepiwhite, dois princípios que atuam em diferentes etapas na formação da melanina e são eficazes no clareamento de manchas solares e melasma. O ácido elágico, não fica atrás, extraído da romã, da uva, das nozes e do morango, é um antioxidante com capacidade para clarear a pele.

Para o dermatologista Claudio Wulkan, de São Paulo, os tratamentos devem ir numa gradação. “Sempre do mais simples, prático e barato para os mais complicados, custosos e com risco maior de agredir a pele. 80% das manchas são superficiais e melhoram com cremes manipulados pelo seu dermatologista,” explica ele.

Os aparelhos best-sellers, no quesito exterminação de manchas, são o Fraxel, como o nome sugere, trata-se do laser fracionado, já que atua em alguns pontos da pele preservando ao seu redor. O interessante é que pode ser usado por várias etnias e vem mostrando bons resultados no tratamento do melasma e do fotoenvelhecimento. E o Harmony XL, nova versão do Harmony, que já existe no mercado, veio mais potente com refrigeração de safira, que serve para proteger a pele de lesões, é eficiente contra manchas solares e senis. Numa única sessão o bem já pode ser constatado. Bom, não?

Fonte de Materia:Guia.me




0 comentários:

Postar um comentário

Olá. Seja bem-vindo ao meu Cantinho. Sinta-se à vontade para deixar sua opinião, mas lembre-se que ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitas, assim como comentários anônimos.